Confira os principais dados e tendências do Ensino a Distância no Brasil

Confira os principais dados e tendências do Ensino a Distância no Brasil

O crescimento do ensino a distância no Brasil e no mundo vem beneficiando cada vez mais as pessoas que procuram por um método de educação mais flexível, no qual podem ter aulas em qualquer lugar e a qualquer momento, mensalidades mais acessíveis, alta tecnologia e maior qualidade de ensino.

Como o próprio nome já diz, o ensino a distância se dá através de um ambiente virtual de aprendizagem (AVA), geralmente inserido em uma plataforma EAD, que permite a integração entre o aluno e o curso online.

Essa nova realidade é considerada tanto uma oportunidade de aprendizado como uma oportunidade de negócios, pois além dos indivíduos interessados em aprender de um modo mais prático, as empresas utilizam cursos de ensino a distância no Brasil para capacitar funcionários e profissionais.

Fatores que aumentam a procura por cursos de ensino a distância no Brasil

Um dos principais fatores que influenciam na busca por cursos de ensino a distância no Brasil é a chance dos alunos ou profissionais inseridos ou não no mercado terem de cursar uma segunda graduação de forma mais rápida, eficiente e econômica, porém com a mesma qualidade e validade de um curso presencial.

Além disso, muitos estudantes estão optando por fazer esses cursos a distância em vez de escolher uma especialização ou até mesmo uma pós-graduação. Por esse motivo, a maioria das instituições de ensino pretendem realizar investimentos nos próximos anos, principalmente na área de cursos semipresenciais e de EAD.

Dados e tendências do ensino a distância no Brasil

Abaixo listamos os principais dados e tendências, segundo o último Censo realizado em 2015:

– 53% dos estudantes são mulheres;

– 49,78% têm entre 31/40 anos;

– 70% das instituições públicas que ofertam cursos de EAD contam com alunos que estudam e trabalham;

– 51% do total das instituições aumentaram os recursos direcionados a melhorias e/ou implementação da modalidade EAD com relação ao ano anterior;

– Só em 2014, os cursos EAD somaram 3.868.706 novas matrículas, sendo 519.839 (13%) nos cursos regulamentados totalmente a distância, 476.484 (12%) nos cursos regulamentados semipresenciais ou disciplinas EAD de cursos presenciais e 2.872.383 (75%) nos cursos livres, com uma média de 154 matrículas por curso.

– Evasão como desafio: para a maioria das instituições que participaram da pesquisa, o maior obstáculo enfrentado foi a evasão, cuja taxa média em 2014 foi de até 25% nas diferentes modalidades EAD.

Fonte: minhabiblioteca.com.br

Share this post