Alta Rotatividade de Funcionários – Como lidar com ela no setor de varejo

Funcionários horistas têm as maiores taxas de rotatividade, com 65% deles deixando seus empregos em busca de melhores oportunidades, e custa em média 16% de sua remuneração anual contratar e treinar um substituto. Isso sem considerar o impacto negativo no moral que vem de ver os funcionários entrarem e saírem regularmente. A rotatividade de funcionários no setor de varejo é extremamente cara quando você resume tudo.

Alta Rotatividade de Funcionários - Como lidar com ela no setor de varejo

Aqui está uma verdade não tão divertida sobre o mundo: estima-se que a taxa média de rotatividade no setor de varejo seja mais de quatro vezes maior do que a taxa média de rotatividade em todos os outros negócios. Estima-se que o custo de contratação e treinamento de novos funcionários chegará a US$ 19 bilhões, de acordo com a Human Resources Today.

5 técnicas para manter os funcionários do varejo no trabalho

É inegável que aumentar a retenção de pessoal no setor de varejo é uma estratégia vital para economizar despesas, pois você não terá que gastar tanto tempo e dinheiro recrutando e treinando funcionários substitutos. Além de melhorar o atendimento ao cliente, manter seu pessoal de varejo satisfeito levará a melhores resultados em diversas áreas, incluindo absenteísmo e produtividade.

Então, quais estratégias você pode usar para manter o pessoal de varejo no trabalho? As cinco táticas a seguir farão uma diferença significativa em sua vida:

1. Ao contratar, preste atenção ao encaixe.

Quando as pessoas deixam seus empregos, uma das principais razões é porque elas nunca se encaixam totalmente. Parar esse tipo de desgaste pode ser feito prestando atenção aos mínimos detalhes durante os processos de recrutamento e contratação para garantir que seus esforços de retenção sejam férteis terra. Além de publicar anúncios de emprego em grandes quadros de empregos, como o Indeed, você deve usar sua presença nas mídias sociais para informar às pessoas que está contratando. Por sua vez, isso aumenta a possibilidade de que seus candidatos já sejam seus fãs – em outras palavras, que eles gostem de seus produtos e apreciem sua cultura corporativa. Ao entrevistar, faça perguntas que aprofundem o tema do trabalho em equipe para ver se os candidatos são uma boa combinação cultural. Ter funcionários de varejo que estão de acordo com sua visão desde o início tornará muito mais fácil retê-los a longo prazo.

2. Reconhecer e reconhecer o desempenho excepcional.

Os funcionários são movidos pelo desejo de serem reconhecidos por seus esforços. Na verdade, quando se trata de melhorar o envolvimento dos funcionários, o reconhecimento dos funcionários é significativamente mais alto do que outros incentivos, como reembolso de mensalidades e recompensas de bem-estar. O fato de que este seja o caso não é surpreendente, especialmente quando se considera a natureza do trabalho no varejo. Os clientes vêm e vão, e é incomum que eles digam algo mais do que um curto “obrigado” antes de ir para outra coisa. Durante um dia típico no escritório, nem sempre é simples para os funcionários do varejo reconhecer como seu trabalho afeta os clientes ou a empresa como um todo. Construir um programa eficaz de valorização dos funcionários no setor de varejo se torna ainda mais crítico como resultado desses fatores. Os empregadores podem considerar a implementação de uma plataforma de reconhecimento e recompensas de funcionários que permita que gerentes e colegas de trabalho reconheçam e recompensem o trabalho excepcional quando o virem, fornecendo assim uma abundância de feedback positivo ao funcionário. Fornecer reconhecimento baseado em pontos e prêmios personalizados para atingir metas ou agir de maneira consistente com os valores do negócio também pode ajudar a manter a equipe motivada e interessada. Os funcionários que estão engajados são significativamente menos propensos a deixar seus empregos, tornando este um investimento que vale a pena.

3. Disponibilizar oportunidades educacionais e de treinamento.

Após os resultados de uma pesquisa recente da Axonify, quase um terço dos funcionários do varejo afirmou que não recebeu nenhum treinamento profissional – o recorde mais baixo de qualquer setor questionado. Isso coloca os funcionários em posição de falhar e pode resultar em um ciclo vicioso de rotatividade, pois os funcionários insatisfeitos do varejo buscam perspectivas de sucesso em outros lugares. Sim, o treinamento contribui para o alto custo da rotatividade de funcionários, mas também é um investimento no sucesso a longo prazo da organização. Um ótimo treinamento de varejo vai muito além de uma sessão de uma hora sobre como operar uma caixa registradora e a leitura de um manual de procedimentos obsoleto. Em vez disso, faça um programa de treinamento sistemático que se concentre nas partes mais cruciais do atendimento ao cliente, como empatia e habilidades de comunicação. O treinamento deve ser contínuo, com a gestão estabelecendo metas claras e oferecendo feedback regular para garantir que os funcionários estejam aprendendo.

4. Colete e considere as contribuições dos funcionários – e trate-as como tal.

Os funcionários do setor de varejo não devem apenas receber feedback, mas também fornecê-lo. Um dos métodos mais eficazes de reter funcionários é prestar atenção ao que eles têm a dizer. Afinal, são os funcionários que estão mais informados sobre quando as coisas estão mais ocupadas e quais produtos são os mais populares. Eles também estão cientes de quando os sistemas de agendamento não estão funcionando corretamente e podem ajudar a solucionar uma ampla gama de dificuldades com sua experiência útil. Você deve realizar pesquisas de pulso regulares com seus funcionários para realmente entender o estado de sua loja – conduzi-las uma vez por ano não é suficiente para obter uma visão completa. É importante lembrar que, depois de reunir as informações, é hora de agir para colocar as ideias brilhantes de seus funcionários em ação e adotar as melhorias que terão maior impacto no engajamento e retenção dos funcionários.

5. Crie um ambiente propício à produtividade.

Nunca subestime a importância de uma sala de descanso bem projetada. Aqueles que trabalham em um setor de varejo geralmente ficam de pé por longos períodos de tempo. Assim que eles tiverem a chance de se sentar, verifique se não está entre as caixas de mercadorias no depósito. Se puder, providencie cadeiras confortáveis ​​e um ambiente limpo para comer. Se não conseguir, pelo menos providencie um espaço para a preparação dos alimentos. Quando você incentiva os funcionários a tirar um tempo para descansar, consumir refeições nutritivas e se envolver em discussões, você cria um ambiente que demonstra que você se importa com eles como indivíduos. Este é um excelente método de promover a lealdade e o tipo de camaradagem que leva a níveis mais altos de engajamento e funcionários mais felizes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Scroll to top