Eduvem

Gamificação e os impactos positivos na saúde física e mental dos funcionários corporativos

Escrito pelo Prof. Dr. Samuel Guerra Torres – Linkedin: https://www.linkedin.com/in/samuel-guerra-torres/

A busca por estratégias inovadoras para promover a saúde física e mental dos funcionários tornou-se uma prioridade para muitas empresas, uma abordagem que tem ganhado destaque é a gamificação, que utiliza elementos de jogos para incentivar comportamentos saudáveis e engajar os colaboradores em atividades relacionadas à saúde.

A gamificação oferece uma maneira divertida e motivadora de abordar questões de saúde, tornando-as mais acessíveis e envolventes para os funcionários, ao incorporar desafios, recompensas e competições, os programas de gamificação estimulam a participação e o comprometimento dos colaboradores em adotar hábitos saudáveis.

Um dos benefícios da gamificação é sua capacidade de impactar positivamente uma variedade de parâmetros de saúde, incluindo a relação cintura-quadril, o Índice de Massa Corporal (IMC), a perimetria abdominal e a flexibilidade. Esses parâmetros são importantes indicadores do estado de saúde geral de um indivíduo e estão diretamente relacionados ao risco de desenvolvimento de doenças crônicas.

Por exemplo, a relação cintura-quadril é um indicador de distribuição de gordura corporal e está associada ao risco de doenças cardiovasculares e diabetes tipo 2, através de desafios de exercícios físicos e programas de alimentação saudável, os programas de gamificação podem ajudar os funcionários a reduzir a circunferência da cintura e melhorar sua saúde cardiovascular (OMS, 2020).

Da mesma forma, o IMC é amplamente utilizado como uma medida de peso saudável e está associado ao risco de uma série de condições de saúde, incluindo doenças cardíacas e diabetes. Os programas de gamificação podem incentivar os funcionários a atingir e manter um IMC saudável através de metas de perda de peso e recompensas por alcançar objetivos específicos (AHA, 2019).

Além disso, a perimetria abdominal, que avalia o acúmulo de gordura visceral, e a flexibilidade, que é essencial para a saúde musculoesquelética, também podem ser abordadas por meio da gamificação, desafios de exercícios específicos e atividades de alongamento podem ajudar os funcionários a melhorar sua composição corporal e reduzir o risco de lesões relacionadas à falta de flexibilidade (ACSM, 2021; CDC, 2021).

Em conclusão, a gamificação oferece uma abordagem inovadora e eficaz para promover a saúde física e mental dos funcionários das empresas, ao focar em parâmetros de saúde importantes e oferecer uma experiência envolvente e motivadora, os programas de gamificação têm o potencial de transformar a cultura corporativa e melhorar o bem-estar geral dos colaboradores.

Referências

American Heart Association. (2019). Understanding Your BMI. Recuperado de https://www.heart.org/en/healthy-living/healthy-eating/losing-weight/bmi-in-adults

American College of Sports Medicine. (2021). Flexibility Exercise (Stretching). Recuperado de https://www.acsm.org/read-research/resource-library/resource_detail?id=7082a219-34bd-42a7-9547-2b8d66d55df2

Centers for Disease Control and Prevention. (2021). About Adult BMI. Recuperado de https://www.cdc.gov/healthyweight/assessing/bmi/adult_bmi/index.html

Organização Mundial da Saúde. (2020). Obesidade e sobrepeso. Recuperado de https://www.who.int/news-room/fact-sheets/detail/obesity-and-overweight

Scroll to top